publicado dia 30/09/2013

Produção acadêmica e curiosidade científica conquistam estudantes

por

Qual estudante não tem a curiosidade em descobrir, de forma lúdica e dinâmica, como é gerada a corrente elétrica que faz funcionar um rádio, ou entender a formação do universo? Essas e outras dúvidas foram esclarecidas durante a 24ª edição do UERJ Sem Muros, que recebeu, na terça, 24, a visita dos alunos da Escola Municipal Santo Tomás de Aquino, no Leme, bairro da capital fluminense (RJ), por meio de uma articulação do projeto Pontes para o Futuro.

Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

“UERJ Sem Muros” é um evento que apresenta à sociedade a produção acadêmica realizada nas diversas áreas do conhecimento, envolvendo ensino, pesquisa, extensão e cultura da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. O projeto Pontes para o Futuro, a fim de apresentar aos estudantes como é o meio acadêmico e estimular neles o desejo em dar continuidade aos estudos, organizou a visita.

Em visita ao planetário exposto na mostra, os instrutores explicaram como se formam os corpos celestes (estrelas,planetascometasnebulosasaglomerados de estrelasgaláxias). Fascinados com as histórias da mitologia grega, muitos estudantes aprenderam a localizar em meio a um sistema solar fictício, a constelação cruzeiro do sul e órion. “Eu gosto muito de astronomia. Hoje vi que existem vários fenômenos no sistema solar que eu nem conhecia”, disse Juliana Alcântara, de 14 anos.

Representar a cidade do Rio de acordo com o imaginário dos cariocas, através de desenhos e pinturas, foi a ideia dos estudantes de designer Thiago Alves, de 23 anos e Daniel Rocha, de 21 anos. O Laboratório de Designer e Etnografia exposto no evento conquistou muitos estudantes que colocaram no papel sua percepção sobre a estrutura da cidade.

“Este tipo de trabalho acadêmico que estamos desenvolvendo une a antropologia ao designer. UERJ Sem Muros é um evento que está nos ajudando a progredir com nosso trabalho acadêmico, pois funciona como uma troca de conhecimento”, disse Thiago Alves.

Executado pelo CIEDS, o projeto Pontes para o Futuro é uma iniciativa da Fundação Itaú Social.  Realizado na Escola Municipal Santo Tomás de Aquino, no Leme, o projeto tem atuação voltada para os alunos do 8° e 9° ano e visa promover a permanência  na escola de jovens em transição do ensino fundamental para o ensino médio.

Por Ana Paula Santana

(As informações são do CIEDS)

 

Como elaborar uma proposta pedagógica com foco em Educação Integral?