publicado dia 11/07/2014

Cirandas pela Educação: encontros querem democratizar discussão sobre planos de educação

por

Para que os estados e municípios consigam dar perenidade às suas políticas educacionais e orientá-las segundo as demandas dos territórios, garantindo assim a qualidade dos processos educativos, é fundamental que essas unidades federativas estabeleçam seus planos de educação. A recente aprovação Plano Nacional de Educação veio reforçar essa demanda: o prazo é que dada a aprovação do texto, feita no dia 26 de junho, estados, municípios e Distrito Federal elaborem ou adequem – em até um ano -, seus planos em consonância com as diretrizes, metas e estratégias previstas no PNE.

Leia também: Aprovação do PNE reforça necessidade de planos de educação municipais e estaduais

cirandas_educacao

E com o objetivo de aproximar a sociedade civil nos debates sobre os planos de educação em âmbito nacional, estadual e municipal, a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME) vai promover no período de 14 a 18 de julho, as Cirandas pela Educação. A ideia é que a população se aproprie da discussão que quer abordar principalmente os desafios para a garantia do direito à educação, e diminuição da evasão escolar. Há previsão de ao menos dois encontros por estado, número que pode mudar de acordo com a demanda local.

Veja a lista das Cirandas pela Educação já agendadas

Para a presidente da UNCME, Gilvânia Nascimento, outro objetivo dos encontros é motivar os municípios a estabelecerem seus Fóruns de Educação que, além de organizar as conferências de educação, devem representar os mais diferentes segmentos da sociedade, ser o canal de comunicação entre a população e o poder público, coordenar a elaboração participativa do Plano de Educação e, após sua aprovação, ser o responsável pelo monitoramento de suas metas, como também previsto no PNE.

Coordenadas pela UNCME, as Cirandas em âmbito nacional contam, também, com o apoio das iniciativas Fora da Escola Não Pode, do Unicef e Campanha Nacional pelo Direito à Educação e De Olho nos Planos, da Ação Educativa, e se constituem como atividades com pequeno número de participantes. Espera-se que cada encontro tenha como produto final um documento, que deve ser entregue ao Ministério da Educação (MEC) e demais parceiros da UNCME como uma escuta da população sobre o direito à educação e estratégias para reduzir a evasão escolar.

Para organizar sua ciranda

Para além das atividades organizadas pelos coordenadores estaduais da UNCME, qualquer pessoa ou entidade pode articular a realização de uma Ciranda pela Educação. A ideia é que a discussão chegue aos bairros, escolas e demais espaços interessados em debater a pauta. Para tanto, a UNCME divulgou seis passos necessários para organizar uma ciranda:

1. Convoque um grupo de pessoas interessadas em discutir os problemas e os desafios da educação em seu bairro, cidade, estado ou país.

Aproveite!

Veja dicas de como convocar estes grupos com estratégias de mapeamento.

2. Entre em contato com a UNCME e solicite a colaboração de um mediador ou de referências (pequeno texto ou uma música, dentre outros materiais) para a discussão a ser realizada.

3. Cadastre sua Ciranda segundo informações do site da UNCME.

4. Divulgue sua Ciranda. Se quiser, utilize os cartazes disponibilizados pela UNCME. Mas lembre-se: caso haja um número muito grande de pessoas, é interessante realizar mais de uma ciranda para que todos possam participar ativamente das discussões!

5 . Realize sua Ciranda de forma que todos sejam ouvidos e que sejam respeitadas suas opiniões.

6. Se possível, faça o registro em texto e foto para que a UNCME possa organizar as informações e, desta forma, construir o documento a ser encaminhado para o Ministério da Educação e demais instituições e parceiros da área educacional.

Posteriormente, estas pessoas e organizações, reunidas pela agenda de mobilização dos planos, podem continuar juntos e atuar em rede para discutir outras demandas educacionais do território, acompanhando a realização e implementação dos planos, bem como a consecução dos objetivos neles propostos.

Em caso de dúvidas, os interessados podem entrar em contato com a UNCME por meio do e-mail uncmebahia@yahoo.com.br ou ligar para o telefone (73) 3086-1247.

Com informações da UNCME

Desvendando o PNE: a aprovação e os próximos dez anos