publicado dia 21/12/2015

Projeto conecta voluntários a estudantes para criar novas aprendizagens

por

O senso comum diz que os estudantes brasileiros estão desinteressados pela escola e pelo que ali é ensinado. Poucos se questionam, no entanto, se o colégio é um espaço realmente interessante para esse jovem e se existe participação efetiva na escolha dos temas que serão discutidos ao longo do ano.

Para ouvir o que os estudantes querem aprender nasceu o projeto Quero Na Escola, uma plataforma que une o pedido desses jovens a um voluntário disposto a desenvolver atividades que vão além do que é ensinado no currículo.

Os temas pedidos pelos estudantes variam e podem ir desde oficinas de fotografia, dança, cerâmica até formação política sobre temas importantes que estão na pauta do dia.

Estudantes participam de palestra sobre machismo

Estudantes participam de palestra sobre machismo

O projeto nasceu em setembro e promoveu a visita de 11 voluntários a 4 escolas públicas São Paulo para falar sobre os assuntos que foram pedidos pelos jovens: artesanato, cerâmica, contação de histórias, fotografia, mágica e palestras contra o racismo, machismo e a homofobia. Pelo menos 350 estudantes já participaram do projeto.

oficina_foto

Oficina de fotografia promovida pelo projeto Quero na Escola.

O desejo dos idealizadores é expandir a iniciativa, pois a demanda de estudantes e de profissionais voluntários já supera a capacidade inicial. Para dar conta desse desafios, o projeto necessita recursos. Para isso foi organizado um financiamento coletivo no site Catarse. O objetivo é conseguir R$ 25 mil em doações até 25 de dezembro.

Da ideia para o site

A ideia de lançar a plataforma surgiu durante o Social Good Lab, um laboratório de 4 meses que promove a utilização de novas tecnologias e mídias sociais para apresentar soluções a problemas sociais.

Segundo os idealizadores o objetivo do projeto é dar chance de protagonismo aos estudantes de escolas públicas e fazer um mapa de pedidos para quem quer participar da educação de forma direta.

9 apresentações que discutem Educação Integral, Ensino Médio e Equidade