publicado dia 08/10/2021

Prêmio Territórios lança luz sobre boas experiências pedagógicas na pandemia em todo o Brasil

por

A 5ª edição do Prêmio Territórios chegou ao fim e destacou uma série de experiências pedagógicas potentes que foram realizadas por escolas de todo o Brasil durante a pandemia. Foram premiadas 10 escolas e outras 5 receberam menção honrosa pelas iniciativas pedagógicas apresentadas.

Leia + Um País Chamado Grajaú: projeto une cartografia afetiva e valorização do território

São ações que buscaram responder aos seus desafios com estratégias consistentes e inovadoras, partindo dos princípios de uma educação integral para dar continuidade aos processos pedagógicos, a formação integral e a manutenção dos vínculos e aprendizagens de seus estudantes e comunidades.

Entre elas, há a Escola Estadual Indígena Capitãozinho Maxakali, localizada na Terra Indígena Maxakali de Bertópolis (MG), que replanejou as atividades escolares no contexto da pandemia com base em sua cultura e língua.

Há também o projeto “Minha quebrada tem história”, elaborado por estudantes e docentes do Centro de Ensino Cidade Operária II, e que teve como mote a busca pela historicidade das periferias, dos bairros populares e dos conjuntos habitacionais de ocupação recente na cidade de São Luís (MA). Essas e as outras experiências vencedoras estão descritas no site do Prêmio Territórios.

Entre abril e agosto, foram recebidas 155 inscrições oriundas de escolas públicas de 22 estados brasileiros. As propostas foram avaliadas por um júri composto por especialistas nos campos da educação e cultura, incluindo representantes das instituições organizadoras. São eles: Gleyce Heitor, Natame Diniz, Beatriz Goulart, Denise Botelho, Natacha Costa e Marcio Tascheto.

O Prêmio Territórios é uma iniciativa do Instituto Tomie Ohtake, coordenada por seu Núcleo de Cultura e Participação, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o Itaú Social e em parceria técnica com a Associação Cidade Escola Aprendiz e o Centro de Referências em Educação Integral.

Territórios em Rede: projeto realiza busca ativa e mobiliza cidades contra a exclusão escolar