publicado dia 04/04/2019

6 livros para ampliar a visão sobre crianças com deficiência

por

A inclusão das crianças com deficiência passa por compreender que não são elas que têm “dificuldades”, mas que falta nas ruas, instituições e na sociedade como um todo os recursos necessários para abarcar quaisquer diferenças, e possibilitar que todos possam se desenvolver integralmente.

Leia + O que falta para a escola brasileira praticar a educação inclusiva

Compreender esse conceito, no entanto, pode ser uma tarefa complexa para crianças e, neste processo, a literatura infantil pode ajudar. Algumas obras constroem narrativas que colocam como protagonistas as pessoas com deficiência e em uma perspectiva de igualdade, contribuindo para uma abordagem que ressalta suas múltiplas potências.

“Esses livros vão criando outro jeito de olhar para a pessoa com deficiência, como alguém que pode estar junto, brincar, fazer coisas, casar e ter filhos se assim desejar, e não pelo viés do assistencialismo”, explica Guacyara Labonia Guerreiro, coordenadora da Mais Diferenças, organização que trabalha pela educação e cultura inclusivas. “Chamamos de pessoas com deficiência porque a pessoa vem em primeiro lugar”, frisa ainda.

Nessa perspectiva, a Mais Diferenças listou 6 livros que tratam da questão da deficiência. A maior parte destas obras também está disponível na biblioteca virtual do Mais Diferenças, em formatos acessíveis. Confira:

Sonhos do dia

Por Claudia Werneck

A menina que protagoniza o livro sonha, durante a noite, que pode tudo. Mas todos os dias ao acordar volta a se deparar com as limitações que o mundo ao seu redor impõe. Cansada dessa situação, ela pede a heróis e heroínas, seres das galáxias, das revistas em quadrinhos, da televisão, dos sonhos de outras crianças, da internet, dos livros e das histórias que seu avô contava para que revelem o segredo de fazer os sonhos da noite não morrerem durante o dia.

Daniel no Mundo do Silêncio

Por Walcyr Carrasco e ilustrações de Cris Eich  

Quando Daniel perde a audição, aos 7 anos, ele precisa aprender a se comunicar de outra maneira: com as mãos. Seus pais o matriculam então em uma escola especializada em educação para surdos, onde ele aprende a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Depois de um tempo, Daniel passa a frequentar simultaneamente uma escola comum, onde supera o bullying e encontra a solidariedade.

Uma nova amiga  

Por Lia Crespo  

João é um menino cheio de imaginação que conversa com seus brinquedos. Diante de uma nova realidade em sua vida, conta com o apoio desses e de outros personagens para lidar com os desafios. A obra aborda a influência transformadora dos professores e a importância do apoio familiar.

As cores no mundo de Lucia  

Por Jorge Fernando dos Santos  

Nesse livro, Lucia é uma menina muito inteligente e adora brincar. Ela tem deficiência visual e descobre uma maneira divertida de perceber as cores que estão a sua volta, usando como ninguém a audição, o olfato, o paladar e o tato.  

Tom

Por André Neves  

A história do menino Tom é contada por seu irmão, que sempre o observa intrigado: “Por que Tom não brinca? Por que Tom não diz o que sente? Onde Tom guarda todos os seus sonhos?”. Até que um dia, Tom chama seu irmão para que conheça o seu segredo, e assim se aproximam de verdade.  

Serei Sereia  

Por Kely de Castro  

Assim como todas as crianças, Inaê passa por momentos de tristeza, alegria, conflito e tranquilidade. Ela tem como desafio o fato de não poder andar, mas com o apoio de sua mãe, descobre que pode construir sua própria história.

10 filmes para abordar a inclusão de pessoas com deficiência