publicado dia 05/11/2015

Pai lança animação para ajudar filho a superar bullying sofrido na escola

por

Buttercup Bree é um garotinha extremamente introspectiva. Seu maior entrosamento é com as flores, especialmente as margaridas… Tinha por hábito colher cada uma que encontrava para produzir grinaldas e levá-las a um parquinho, na tentativa de dividi-las com outras crianças.

Um dia, no entanto, ela se depara com um parquinho totalmente abandonado, que em nada lembrava as brincadeiras da infância. Balanços e escorregadores sem qualquer sinal de movimento. Ela tem, então, uma ideia: revitalizar o espaço com suas flores.

E assim faz. Vai prendendo as flores uma a uma pelos brinquedos, na esperança de atrair vida, alegria e brincadeiras infantis ao espaço tão esquecido. Ela só não contava com o que viria. Um grupo de crianças se aproxima dela, em tom nada amigável e, além de rirem de sua atitude, a amarram com suas próprias flores e espalham fotos da garota para humilhá-la. Ela só consegue reverter a situação porque encontra o garoto Benjamin, disposto a ajudá-la.

Um alerta real

Buttercup Bree é uma criação do australiano Galvin Scott Davis, autor da animação Daisy Chain, e pai do garoto Benjamin. O enredo foi a forma que encontrou para apoiar o filho, que vinha sofrendo bullying na escola, e tornava-se cada vez mais calado e sem ânimo para frequentar as aulas.

Na história, Benjamin é quem ajuda a garota Buttercup Bree a enfrentar a situação, valorizando a sua atitude de revitalizar o parquinho e encorajando-a a mostrar aos agressores que era muito mais válido desfrutarem das brincadeiras juntos do que se desgastarem com brigas.

A história, que já tem três anos, foi lançada inicialmente como um livro interativo e, segundo o site Observador, teve o maior número de downloads na Austrália. Por fim, virou o curta metragem animado, que conta com a narração da atriz Kate Winslet, e vem sendo usado por grupos anti-bullying na Austrália, Estados Unidos e Reino Unido para conscientização das crianças nas escolas.

Saiba + Como cultivar uma comunidade escolar livre de bullying
Professor desenvolve projeto transdisciplinar contra preconceito em escola do Rio de Janeiro

Animação “Cordas” emociona ao relatar amizade entre uma garota e um menino com paralisia cerebral