publicado dia 03/03/2021

Livro relata histórias de estudantes que transformaram a educação

por

TAGS:
WhatsappG+TwitterFacebookCurtir

O livro “21 Histórias de estudantes que mudaram a escola”, lançado em março pela associação Quero na Escola, é uma coleção de casos reais de adolescentes que conseguiram de alguma forma transformar sua própria escola e, às vezes, até mesmo o sistema educacional. São jovens que, ainda muito novos, precisaram lutar para ter acesso à educação ou melhorar a educação que eles e seus colegas recebiam.

Leia + 18 experiências que promovem a autonomia e protagonismo dos estudantes

A obra traz casos mundialmente famosos, como Malala Yousafzai, que lutou pelo direito das meninas estudarem, e Greta Thunberg que se tornou a maior voz contra o aquecimento global ao escolher faltar às aulas. Mas há também histórias emocionantes de muitos outros jovens incríveis, que nunca ganharam os holofotes. Cada relato tem uma ilustração exclusiva, feita por Fernanda Ozilak, e termina com mais informações sobre a causa que moveu o herói ou heroína do capítulo.

“Começamos este livro pouco antes da pandemia. No começo foi difícil pensar em outra coisa, mas depois de ouvir estas histórias foi um respiro, uma inspiração”, conta Cinthia Rodrigues, uma das autoras da obra e cofundadora do Quero na Escola, associação que há anos incentiva o protagonismo dos estudantes. “A escola parece para eles um sistema estático, com regras que só os adultos podem mexer. As 21 narrativas do livro mostram que a verdade é bem diferente: os alunos têm sim grande poder”, complementa Cinthia.

O livro, que tem apoio do Instituto Unibanco e do Instituto Olga Kos, começará a chegar à casa dos leitores em abril, via correios. Quem quiser receber um exemplar, pode contribuir no financiamento coletivo com valores a partir de R$50. Tudo o que for arrecadado vai ajudar a manter o trabalho da ONG.

“Reunir em um livro histórias de conquistas educacionais promovidas pelos adolescentes – e não pelos governos, estudiosos ou professores – colabora para o grande esforço da atualidade de colocar os alunos no centro do processo de ensino-aprendizagem. Queremos que essa centralidade seja plena”, afirma Luciana Alvarez, uma das autoras.

Sinopse

Uma outra narrativa sobre a educação. Histórias de estudantes do Brasil e do mundo que todo educando deveria conhecer, para se reconhecer como protagonista na escola. Alguns personagens são mundialmente famosos, como Malala Yousafzai, que lutou pelo direito das meninas estudarem e Greta Thunberg que se tornou a maior voz contra o aquecimento global. Há outros menos conhecidos, mas que alcançaram resultados impressionantes, como Mohamad al Jounde, que construiu uma escola em um campo de refugiados, a brasileira Dorina Nowill, que incluiu os cegos na escola, e Juliana dos Santos Santana, que lutou pela educação indígena.

Sobre o Quero na Escola

A associação Quero na Escola foi criada em agosto de 2015 como forma de levar a sociedade a contribuir com a educação pública em suas demandas reais. O projeto usa a tecnologia para ouvir as demandas dos estudantes por aprendizados além do currículo obrigatório e conecta voluntários para atender às solicitações dentro das próprias escolas públicas.

 

Experiência de educação integral na PB prioriza o protagonismo juvenil