6° Prêmio Territórios Tomie Ohtake

publicado dia 03/12/2021

Jornal traz vivências de crianças na pandemia por elas mesmas

por

Selo Reviravolta da Escola“Falando em escola esse ano escolar não foi bom e ponto. O gostoso é ir pra escola ver os amigos aprender cara a cara”, disse João, uma das crianças entrevistadas pelo coletivo A Vez e a Voz das Crianças, que produziu uma pesquisa homônima com as percepções e vivências que crianças de 2 a 12 anos tiveram durante a pandemia, contadas por elas mesmas, por meio de fotos, vídeos e desenhos. Foram ouvidas 243 crianças, de 11 estados brasileiros.

Leia + Educação e pandemia: como escutar o que as crianças querem?

Para Isabela, de 5 anos, a sensação foi: “Eu tô com tanta,tanta, tanta, tanta, tanta, tanta, tanta, tanta, tanta, tanta, tanta, tanta saudade da vovó, do vovô, da Íris, da Bia e da tia Idamaris que a foto delas que tem dentro da minha cabeça já tá rasgando!”.  

Desenho feito por A., 5 anos, de São Paulo, uma das crianças ouvidas pela pesquisa

Crédito: Pesquisa A Vez e a Voz das Crianças

A partir do material coletado, em que aparecem temas como medos, viagens, natureza, perdas, brincadeiras inventadas e saudades, os pesquisadores criaram o jornal “Fala Criança – Notícias pelas Vozes das Crianças”, cujo nome foi escolhido por elas. A primeira edição, disponível de forma virtual e impressa, foi publicada no começo deste semestre e a próxima está prevista para o início do ano que vem.

O editorial desse número inaugural conta: “Temos muitos tesouros guardados. Trouxemos alguns, mas muitas outras memórias, histórias, sensações, invenções serão partilhadas por aqui ao longo do tempo. Este é só o início de um movimento que pretende ser infinito…”.

N. 5 anos, Indaiatuba

Crédito: Pesquisa A Vez e a Voz das Crianças

“Uma coisa é o adulto falar pela criança, outra é ouvi-la diretamente, por meio de palavras, desenhos, brincadeiras, de seus corpos e suas artes. Isso nos permite enxergar muitas coisas sobre suas emoções e realidades”, diz Adriana Friedmann, educadora e antropóloga especialista em escuta de crianças e fundadora do coletivo A Vez e a Voz das Crianças.

O objetivo do jornal é divulgar os resultados da pesquisa, inclusive como forma de devolutiva para as crianças que participaram do estudo, e incentivar que mais adultos se dediquem a ouvi-las. 

“Desejamos promover que outros adultos possam acolher o que as crianças estão vivendo. Que os grupos de escolas, professores, instituições, famílias, possam se motivar a fazer essa escuta e nós damos todo apoio e orientação. Isto é, de levar questões que tem a ver com a ética de observar crianças, que não só a autorização das famílias, mas também o consentimento da criança. Isso é especialmente importante agora, quando muitas mudanças estão acontecendo na vida delas e precisamos acompanhar e adequar o vamos propor”, explica Adriana. 

O que é a #Reviravolta da Escola?

Realizado pelo Centro de Referências em Educação Integral, em parceria com diversas instituições, a campanha #Reviravolta da Escola articula ações que buscam discutir as aprendizagens vividas em 2020 e 2021, assim como os caminhos possíveis para se recriar a escola necessária para o mundo pós-pandemia.

Leia os demais conteúdos no site especial da #Reviravolta da Escola.

As plataformas da Cidade Escola Aprendiz utilizam cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade.
Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.