6° Prêmio Territórios Tomie Ohtake

publicado dia 01/04/2022

7 livros para crianças que valorizam a negritude

por

Para começar o dia na escola, para propor um clube de leitura, para deixar que as crianças escolham e leiam sozinhas ou para ler antes de dormir, esta seleção de livros é ideal para acompanhá-las em qualquer momento, lugar e a todo tempo, e pode apoiar na formação antirracista de todos e todas.

Leia + Professora alfabetiza crianças a partir de rodas de conversa e educação antirracista

São histórias que valorizam a identidade e a cultura negra, que incentivam o amor próprio e pelo outro, e que mostram a beleza e a potência que há na diversidade. Quando contadas e recontadas com frequência, essas histórias ajudam também a alterar e ampliar o imaginário e as narrativas sobre as crianças e os adultos negros, uma das vias para o enfrentamento ao racismo.

Confira a lista:

Beata: a menina das águas, por Elaine Marcelina

A história acompanha uma menina que tem forte conexão com a natureza como força de sua vocação espiritual. A obra homenageia a Mãe Beata de Iemanjá, chamada Beatriz Moreira Costa, que nasceu em 1931, em Cachoeira (BA).

Ela foi ativista pelos direitos humanos, em especial os direitos das mulheres negras, escreveu os livros: “Caroço de Dendê, Sabedoria dos Terreiros” (1997) e “As histórias que minha avó contava” (2005).

O pequeno príncipe preto, por Rodrigo França

Em um minúsculo planeta, vive o Pequeno Príncipe Preto e uma árvore Baobá, sua única companheira. O menino parte em uma viagem por diferentes planetas para espalhar amor e empatia.

A narrativa fala sobre a importância de valorizarmos quem somos, de onde viemos e os outros. Afinal, como diz o Pequeno Príncipe Preto, juntos e juntas todos ganhamos.

Rê Tinta e o pé de jamelão, por Estevão Ribeiro

Rê Tinta conta a história de uma árvore que foi plantada por sua mãe há muitos e muitos anos. Um dia, quando o jamelão já estava grande e dava muitos frutos, resolveram cortá-lo.

Por que será que fizeram isso? Sorte que a Rê tem uma família muito amorosa e decidida a dar um jeito nessa situação.

Ashanti: nossa pretinha, por Taís Espírito Santo

Venha conhecer Ashanti e sua família. No livro, podemos acompanhar o nascimento da menina que foi muito esperada e amada por seus familiares.

Seu nascimento é repleto de cuidado e amor, com uma mãe e um pai presentes, carinhosos e atenciosos

É o tambor de crioula, por Sonia Rosa

A narrativa em versos leva os leitores para dentro da roda. Embalados pelo ritmo da batida dos tambores e hipnotizados pelas cores em movimento das saias das dançadeiras, todos cantam, todos giram, todos celebram.

Genuinamente maranhense e declarado como patrimônio cultural brasileiro em 2007, o Tambor de Crioula é referência de identidade e de resistência dos valores culturais afrobrasileiros.

Com qual penteado eu vou?, por Kiusam de Oliveira

A festa de 100 anos do Seu Benedito vai animar toda a família, afinal, agora ele é um centenário. Para homenagear seu bisavô nessa data tão importante, suas bisnetas e seus bisnetos irão escolher penteados lindos para participarem da comemoração.

E cada uma e cada um irá presentear seu bisa com a virtude mais poderosa que tem. Com qual virtude você presentearia alguém tão especial?

A copa frondosa da árvore, por Eliana Alves Cruz

Memórias e ancestralidades negras e indígenas. Estes são os pilares da narradora ao relatar momentos marcantes da sua infância, como o encantamento com o seu cabelo blackpower que faz lembrar a copa frondosa de uma árvore. A avó, amante das artes e com mãos habilidosas, entrança os fios crespos da neta ao prazer e à liberdade de ser criança.

Na obra, se integram as estéticas afro-indígenas e suas interculturalidades ao cotidiano ficcional das famílias brasileiras, especialmente entre avós, mães e filhas.

Educação antirracista na prática: conheça a escola Dorcelina Gomes da Costa, em Cidade de Deus (RJ)

As plataformas da Cidade Escola Aprendiz utilizam cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade.
Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.