publicado dia 15/02/2016

14 dicas para que familiares ajudem a criança a se sentir acolhida na nova escola

por

Como pais e familiares podem agir para tornar mais acolhedora a entrada da criança na escola? Pensando tanto no caso dos pequenos e pequenas que enfrentam o desafio pela primeira vez, como para aqueles que estão realizando a transição da creche para a escola, familiares e educadores da Escola Municipal de Educação Infantil Jardim Monte Belo, localizada no município de São Paulo, realizaram uma reunião para debater tais questões que, posteriormente, foram sistematizadas no texto abaixo. 

As 14 dicas selecionadas buscam dar orientações fundamentadas sobre como os familiares devem lidar com suas crianças nesse momento e o que podem e devem exigir dos educadores e da escola. Confira!

Texto concebido pelas professoras da EMEI Jardim Monte Belo e escrito pela professora Karina Cabral, publicado em Gira, Cirandinha!

Nossa escola é uma comunidade da qual vocês e suas crianças fazem parte agora.

primeiro dia escola crianca_Nikola Solev

Crédito: Nikola Solev

#1. Tente resolver suas dúvidas e inseguranças em relação à escola. Sua criança é capaz de ler suas emoções mesmo quando suas palavras dizem o contrário. Transmita a ela confiança e alegria por esse momento.

#2. Converse com sua criança sobre o porquê ela está indo para a escola, ou mudando do CEI para cá. Diga a ela o que vai acontecer, que ela ficará sozinha por um tempo aqui e depois retornará para casa. Prepare-a para o que virá, assim a ansiedade diminui e ela pode se acalmar.

#3. Não minta para sua criança. Não diga que vai ali e já volta, não prometa presentes e doces, não a ameace para que ela fique na escola e nem a engane sobre as pessoas que trabalham aqui. Quando você mente e ela descobre a verdade logo depois, a confiança dela em você e na escola fica abalada.

#4. Caso sua criança resista a ficar na escola, daremos um tempo para que você entre com ela até que você e ela se sintam mais calmos. Na hora da despedida, seja firme. Não pergunte à criança se você pode ir embora. Coloque a criança no chão, despeça-se e saia, confiando que cuidaremos da criança mesmo que ela fique chorando. Tenha calma nesse momento, avisando a ela que, depois de algum tempo, ela voltará para casa.

#5. Aprenda a lidar com o choro da criança como um sinal de expressão de emoção. Estamos preparadas para isso aqui, não se preocupe e nem brigue com a criança caso ela chore.

#6. Prepare-se para mudanças de humor em relação à escola nos primeiros meses. Boa parte das crianças não passa por isso, mas algumas podem começar tranquilas e depois, quando passa a novidade, sentirem-se tristes em vir. Isso é esperado. Não desistam de trazer a criança – quanto mais ela falta, mais difícil fica.

#7. Não fale mal da escola ou das profissionais que trabalham aqui na frente da criança. Caso tenha dúvidas ou reclamações, venha resolver conosco, entre adultos. Assim a criança se sentirá segura quando for deixada aqui.

#8. A escola é um ambiente coletivo que tem muitas regras de convivência e funcionamento, e algumas delas podem ser diferentes da sua casa. Prepare-se para observar mudanças no comportamento de sua criança, pois é inevitável que ela seja influenciada pelo que vive na escola.

#9. Aceite a independência da criança e celebre por isso! Seu bebê está crescendo, e isso não é ruim, é uma conquista! Por mais que às vezes doa, tente comemorar conosco os avanços do seu pequeno ou pequena.

#10. Algumas coisas complicadas podem acontecer na escola, por mais que estejamos atentas e cuidando de todas as meninas e meninos com muito zelo. Crianças brigam, se machucam, rejeitam comida, têm dificuldade de usar o banheiro, perdem e misturam coisas, têm dificuldade de ouvir “não” e se adaptar a algumas regras, não se comunicam com adultos… Resolva os problemas com calma. Muitas coisas não poderemos evitar, mas tenha certeza que sua criança será ouvida e atendida da melhor forma por nós, educadoras.

#11. Não se preocupe se você não entender como funciona a escola de uma única vez. São muitos detalhes sobre o funcionamento do dia a dia e sobre a proposta pedagógica. Aos poucos você irá se inteirando de todos eles, e sua criança também.

#12. Faça sua parte! Aqui é um ambiente coletivo de educação, são muitas crianças e precisamos da ajuda de vocês para que seu filho ou filha se organize. Identifique as coisas da criança, cuide da mochila dela, ensine coisas que facilitem a independência (como guardar as próprias coisas, amarrar o cadarço do tênis, limpar o nariz, se alimentar e ir ao banheiro sozinho ou sozinha, etc), deixe sempre um copo limpo, uma troca de roupa e o caderno de recados na mochila da criança, acompanhando os recados todos os dias. Quanto mais nos organizarmos, mais ela estará segura e bem cuidada aqui.

#13. Ensine seu filho ou filha a respeitar todas as pessoas. Aqui, meninos e meninas de qualquer religião, cor de pele, origem, condição de saúde, ou cultura serão respeitados e tratados com carinho por serem quem são. Acreditamos nisso e queremos que essa seja uma verdade na vida de sua criança também.

#14. Participe! Reuniões de pais e mães, Conselho de Escola, atividades com as crianças, festas, comunicações pela internet, conversas com as educadoras… Tudo isso ajuda você a entender melhor nosso trabalho e dá a sua criança a alegria de estar sendo acompanhada desde cedo na escola. Contamos com você nessa parceria!