6° Prêmio Territórios Tomie Ohtake

publicado dia 25/07/2014

Escola de Rua: por uma educação livre e fora da caixa

por

Próximo das filas dos restaurantes populares Bom Prato. Esse é o lugar escolhido por Diego Macedo, um carioca que vive em São Paulo, para parar e se fazer visto com seu quadro que, geralmente, traz grafado: “Professor de Filosofia”. Essa foi a forma encontrada pelo jovem a compartilhar e construir conhecimento com outras pessoas e impulsionar seu projeto que tem os espaços públicos como palco, o Escola de Rua.

A ideia é justamente essa. Trazer temas para as ruas e propor uma conversa com os demais. Raiva, inveja, ajuda, amor, felicidade são temas constantemente abordados pelo jovem, que também tem conhecimentos em Psicologia.

Tudo isso porque, para Diego, a construção do conhecimento não deve se resumir a lugares fechados. Por acreditar em uma educação livre, ele quer levar a proposta a parques, praças, metrôs e quaisquer outros espaços da cidade.

Para viabilizar isso, o projeto foi inscrito no Catarse, plataforma de financiamento colaborativo. A cada 100 reais arrecadado, Diego se dispõe a fazer um dia do Escola de Rua. Até o fechamento desta matéria, o projeto já contava com 44 apoiadores e um saldo de R$ 1.510,00.

Veja um vídeo sobre a iniciativa:

As plataformas da Cidade Escola Aprendiz utilizam cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade.
Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.