Em São Paulo, estudantes da EE Canuto do Val foram convidados a fazer a escola “com a cara” deles

Publicado dia 10/10/2013

Iniciativa: “Nossa Cara”, projeto de transformação da imagem escolar na EE Canuto do Val

Pública ou Privada: Pública

Jovens pintam área comum da escola

Jovens pintam área comum da escola

Descrição: No ano de 2010, a EE Canuto do Val não estava conseguindo preencher todas as vagas que oferecia. Por isso, a escola quase foi fechada pelo poder público, fazendo com que a coordenação começasse a se movimentar em prol da permanência da unidade escolar. A Canuto se mostrava muito pouco atrativa, já que estava deteriorada e precisava, urgentemente, de uma reforma.

Nessa perspectiva, a direção e corpo docente, com o apoio da Associação Cidade Escola Aprendiz, organização social que já atuava no território, desenvolveu o projeto “Nossa Cara”, que tinha por objetivo estimular que a comunidade escolar transformasse a imagem da escola. Com a ação, a escola esperava aumentar o sentimento de pertencimento dos alunos e professores, deixando o espaço mais agradável e, consequentemente, mais atrativo.  O corpo diretivo acreditava que se melhorasse a ambiência e estimulassem a participação docente, conseguiriam preencher as vagas remanescentes.

Assim, o Nossa Cara foi uma reforma coletiva associada ao processo pedagógico. Toda a decisão – das cores à identidade que seria mostrada, foi decidido pelos estudantes em diálogo com o corpo docente. Para conseguir os materiais que a escola não dispunha, os alunos e professores criaram um blog que narrava o projeto e saíram ao comércio e parceiros locais para identificar possibilidades de contribuição.

Alunos medem e constroem amarelinha em área comum

Alunos medem e constroem amarelinha em área comum

Com o que conseguiram, pintaram a escola, colaram lambe-lambes (tipo de colagem em paredes) e fizeram grafites. Tudo isso permitiu que o sentimento de pertencimento dos alunos em relação à escola aumentasse de forma significativa.  As técnicas artísticas foram ensinadas em oficinas (tanto no período regular aproveitando disciplinas afins, quanto no contrário) com o apoio da Cidade Escola Aprendiz e outros parceiros, mas todo o material e produção foi alcançado pela comunidade escolar. 

E, para que o projeto tivesse continuidade no envolvimento dos estudantes, cada sala de aula passou a ter representantes que dialogavam com a direção e com os professores sobre mudanças e ações de envolvimento do corpo discente. Com o tempo, o processo evoluiu e a escola passou a ter um Grêmio Estudantil, que segue em pleno funcionamento.

Início e duração: 2010

Local: Escola Estadual Canuto do Val, localizada na região central de São Paulo (SP)

Responsáveis: coordenação pedagógica da escola, professores, estudantes.

Envolvidos e parceiros: Diversas organizações da região.  

Principais Resultados: Com a reforma coletiva da EE Canuto do Val, os estudantes começaram a se apropriar mais do prédio da escola e a comunidade passou a se orgulhar da instituição e recomendar a outros adolescentes do bairro. Assim, a demanda que estava baixa, aumentou, e, atualmente, as vagas existentes estão todas preenchidas.

Contatos

Telefone: (11) 3392-3299

Blog do projeto: http://apropostanossacara.blogspot.com.br/

Blog da escola: http://eecanutodoval.blogspot.com.br/