publicado dia 05/04/2016

Professores universitários promovem colóquio para discutir reorganização escolar

16/04/2016

Uma rede de professores de universidades promoverá, no dia 16 de abril, um colóquio para discutir a proposta de reorganização escolar na rede público de ensino de São Paulo.

As alterações deveriam terem sido implementadas no ano passado, mas diante dos protestos dos estudantes, o governador decidiu adiar o processo que previa criar escolas com apenas um ciclo de ensino.

Saiba + Reorganização escolar é suspensa por governo do estado de São Paulo

Docentes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Universidade Federal do ABC (Ufabc) e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) apresentarão um estudo sobre o fechamento de salas de aula de 2015 para 2016.

Os docentes alegam que existe, hoje, uma espécie de reorganização silenciosa, mesmo diante do compromisso público do governo do Estado de São Paulo de só promover alterações a partir de discussões democráticas com os professores e estudantes.

O espaço começa as 9h com uma mesa de abertura para o qual estão convidados a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, o Fórum Estadual de Educação Pública, a Defensoria Pública , o Ministério Público Federal e o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp).

Na sequencia, os dados coletados pela rede serão apresentados e haverá uma mesa para sobre participação social e gestão democrática. No período da tarde os docentes discutirão como melhorar a qualidade do ensino público no estado.

O quê

As políticas educacionais e os movimentos de resistência

Quando

16/04/2016 entre 09:00 e 18:00

Onde

Rua Botucatu, 862, Vila Clementino, São Paulo (SP)