Publicado dia 01/11/2017

Experimentação

O conceito refere-se à ampliação do processo de ensino-aprendizagem por meio das experiências práticas. Também chamada de educação “mão na massa” ou maker, a experimentação envolve pesquisa-ação, invenções, criação de protótipos, resolução de desafios, entre outros aspectos que colocam os alunos para idealizar e erguer projetos com suas próprias mãos.

Ao trazer esses princípios para a sala de aula, a abordagem visa um maior protagonismo dos estudantes na construção do seu conhecimento, conferindo sentido à sua aprendizagem.

Além disso, a experimentação estimula o pensamento crítico e criativo e uma postura mais ativa e independente nos alunos diante das grandes questões da sociedade, preparando-os para intervir positivamente no mundo.

Estudantes no Fab Lab

Crédito: Rodrigo Zaim

Estão inseridos no contexto da experimentação os fab labs (do inglês fabrication laboratory), pequenas oficinas ou conjunto de equipamentos que ofertam processos colaborativos de criação, compartilhamento do conhecimento e uso de ferramentas de fabricação digital.

Entre as máquinas disponibilizadas, estão impressoras 3D, cortadora à laser, cortadora de vinil, CNC de precisão de pequeno porte e CNC de grande porte.

Experimentação e Educação Integral

Ao aliar criação e colaboração, a abordagem educacional da experimentação intensifica a troca de informações e conhecimento, bem como a formação cidadã e o desenvolvimento integral do aluno, reforçando a necessidade de analisar, refletir e transformar a sociedade.

Referências

FabLearn

Fab Lab Livre SP