Escola no Rio faz das mães “pontes” com a comunidade

Publicado dia 23/08/2013

Iniciativa: Núcleo de Mães da EM Fernando Maximiliano

Pública ou Privada: Pública

Crédito: CIEDS

Crédito: CIEDS

Descrição: Quem nunca ouviu um diretor de escola se queixar que as famílias dos alunos pouco participam da rotina escolar de seus filhos? Partindo dessa observação criou-se, dentro do Projeto Bairro Educador, a iniciativa Núcleo de Mães. A iniciativa teve como objetivo envolver as mães dos alunos, criando um espaço formativo, com oferta de oportunidades de geração de renda, educação para a saúde e atendimento via projetos sociais. Uma experiência cujo principal mérito foi transformar essas mulheres em verdadeiras “pontes” entre a escola e a comunidade.
Foi eleita, pela direção e professores da escola, uma mãe por turma para compor o Núcleo. As mães tinham como compromisso aproximar as famílias das atividades da escola, auxiliar aquelas cujos filhos apresentavam problemas de rendimento e /ou comportamento, divulgar os eventos, as reuniões e as discussões realizadas. Tendo ainda como função atrair novos participantes. O Núcleo realiza encontros mensais com duas horas de duração. Em cada atividade, as mães debatem um tema diferente ou participam de uma atividade formativa de seu interesse. Os principais temas discutidos foram a importância da família na escola; geração de renda; alimentação saudável; higiene pessoal; combate e prevenção à Dengue; questões relacionadas à maternidade e a saúde sexual reprodutiva, atendimento psicológico e mediação de atividades que as aproximassem de seus filhos, além de problemas que afetam a comunidade: lixo e violência.
Para que os encontros fossem bem sucedidos, a equipe do projeto e a escola mapearam as diferentes organizações do território que já tinham alguma relação com a unidade de ensino, para apoiar a iniciativa vários parceiros foram mobilizados, entre eles, o Núcleo de Apoio à saúde da Família (NASF), com a participação de nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais e a empresa Embelleze, que apoiou a participação de mães em cursos profissionalizantes e também ofereceu um dia de beleza às mães e as crianças participantes do núcleo.
Com o apoio do Bairro Educador, a escola foi capaz de se abrir e experimentar um novo jeito de se aproximar das famílias, principalmente das mães de seus alunos a fim de garantir que contribuíssem de forma efetiva com o percurso pedagógico das crianças.
Início e duração: A experiência foi realizada durante todo o ano de 2011

Local: Escola Municipal Fernando Maximiliano, em Santíssimo, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Responsáveis: Direção da escola e Projeto Bairro Educador.
Envolvidos e parceiros: Mães de alunos da escola, Instituto Embelleze e Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF).

Financiamento: Recursos do próprio projeto Bairro Educador e instituições parceiras.

Principais Resultados: Ainda que percebidos de diferentes formas, muitos foram os ganhos decorrentes da implantação do Núcleo de Mães na escola. Os maiores deles foram a ampliação da participação dos pais na vida escolar de seus filhos e a valorização da escola por parte da comunidade. Além disso, as ações do Núcleo geraram integração entre as famílias, promoção e prevenção da saúde, valorização das potencialidades da comunidade e aumento da autoestima tanto das mães, quanto das crianças. A escola, que antes estava sozinha, ganhou um grupo de aliadas inegavelmente forte – uma comunidade presente, atenta e zelosa, como toda mãe deve ser.

Materiais e Publicações

Práticas e Aprendizagens: Um Relato de Experiência do Projeto Bairro Educador. Disponível aqui.

Contatos: Márcia Pinto
Telefone: (21) 3094-4555
E-mail: marciapinto.rj@cieds.org.br
Site: http://www.cieds.org.br/