Estratégias

Participação educativa da comunidade

Cada vez mais, pesquisas nacionais e internacionais têm demonstrado o quanto a participação dos familiares e da comunidade na escola impactam positivamente na aprendizagem das crianças e dos adolescentes, uma vez que ela depende muito mais do conjunto de interações que o aluno vivencia que das que ocorrem somente dentro da sala de aula.

Assim, ao promover sistematicamente essa aproximação, aumentam o sentido, as expectativas e o compromisso de todos com a educação, além de fortalecer as redes de solidariedade. A proposta fundamental dessa estratégia é envolver os familiares e parceiros do entorno nos processos de decisão da escola, assim como facilitar sua participação nas práticas diretas com os alunos, tanto como voluntários nas atividades de aprendizagem dentro da sala de aula quanto em atividades extracurriculares. Paralelamente, as famílias e outros membros da comunidade participam de programas educativos direcionados a eles e oferecidos de acordo com suas necessidades.

Essa intensa participação incide em questões fundamentais da vida escolar e afetam os resultados de aprendizagem, uma vez que facilita o diálogo entre as famílias, a escola e outros agentes educativos, possibilita a tomada conjunta de decisões que visam a melhoria do rendimento escolar dos alunos,  melhora a relação entre família, escola e bairro, reforça as relações de cumplicidade entre a escola e o território, beneficiando tanto os alunos quanto a comunidade em geral, e, por fim, permite uma relação mais igualitária com as famílias e outros agentes, contribuindo para a superação das desigualdades e a prevenção e resolução de conflitos.

Outro impacto positivo diz respeito ao reconhecimento das famílias em relação ao aprendizado de seus filhos, além do aumento das habilidades e o empoderamento dos próprios pais, transformando as interações que acontecem em casa e fortalecendo a permanência interessada dos estudantes no processo educativo.

Ao mesmo tempo, a escola passa a valorizar os saberes dessa comunidade e fortalece o sentimento de corresponsabilidade de todos para a promoção de uma educação de qualidade, destacando o papel das famílias como motor de transformação do contexto escolar e melhora da convivência e excelência na aprendizagem. Os efeitos se estendem, assim, para além das paredes da escola, já que essas formas de participação contribuem para transformações pessoais e sociais.

Conheça as práticas pedagógicas desta estratégia: