publicado dia 07/05/2018

Por que a empatia é uma das lições mais importantes da vida

por

A Dra. Brené Brown tornou-se famosa por falar e escrever sobre vulnerabilidade, dignidade, vergonha e outras emoções importantes que convivemos o tempo todo ao longo da vida. Um tema para o qual ela volta repetidamente é a importância de cultivar a empatia, uma emoção que ela aponta ser muito diferente da simpatia.

Texto originalmente publicado pelo Portal MindShift, da rede de parceiros de conteúdo do Centro de Referências.

Brown diz que a empatia consiste em quatro qualidades: a capacidade de assumir a perspectiva de outra pessoa; de afastar-se do julgamento; de reconhecer a emoção nos outros e de comunicá-la.

Ela define a empatia como “o sentir com as pessoas” e observa que é uma “escolha vulnerável” porque requer que uma pessoa toque em algo pessoal que a faça se identificar com a luta de outra pessoa e, então, crie uma conexão.

Educar para a empatia

As crianças têm a oportunidade de aprender empatia com seus pais, mas também com seus professores e colegas. Ler pode ser também uma maneira poderosa de desenvolver empatia, como estudar História ou estar ao lado de um amigo que está passando por momentos difíceis.

A empatia não é encontrada em muitos currículos escolares oficiais, mas pode ser uma das qualidades mais importantes a ser desenvolvida em jovens cidadãos que se tornarão atores de um mundo complexo. O vídeo abaixo, com legenda disponível em português, resume o conceito, sua relevância e como a empatia se diferencia da simpatia:

A importância da empatia na educação