publicado dia 16/09/2013

Município do interior baiano obteve sucesso na ampliação da jornada escolar

por

Assim como muitas cidades brasileiras, o município de Brumado, na Bahia, tinha muita dificuldade para garantir a permanência dos estudantes na escola. Na cidade, a média diária de horas era inferior à média nacional, de 4,1 horas. Assim, em 2009, a Secretaria Municipal de Educação de Brumado decidiu implementar uma experiência de gestão e planejamento educacional, na criação do Programa Municipal de Atenção à Aprendizagem, que ampliava a jornada para tempo integral, com mais de nove horas diárias tanto para educação infantil, quanto do ensino fundamental.  Até hoje, cerca de quatro mil alunos foram beneficiados.

Além das atividades regulares, as escolas passaram a oferecer atividades de laboratório de matemática, leitura e ciências, capoeira, caratê, música, dança, teatro, entre outras. Em pouco tempo após a implementação do programa, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para os anos iniciais aumentou 0,3 pontos de 2009 para 2011, atingindo a meta indicada pelo Ministério da Educação (MEC). Segundo o site, também houve redução sensível da desnutrição e melhoria no relacionamento das escolas e famílias.

Segundo texto da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Brumado, o programa buscou “desenvolver uma experiência educativa que estimulasse o educando ao aperfeiçoamento das competências e habilidades requeridas no mundo moderno, bem como princípios morais, sociais políticos, tais como: disciplina, compromisso, autonomia, independência, liberdade -, tornando-o apto ao pleno exercício da cidadania.”

O município foi premiado pelo Prêmio de Gestão Educacional de 2011, promovido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Com informações do MEC, INEP e Assessoria de Comunicação de Brumado

Como financiar um programa de educação integral?