publicado dia 19/09/2013

MEC lança programa de estimulo à pesquisa e docência para estudantes

por

Nesta quarta-feira (18/9), o Ministério da Educação (MEC) lançou o programa de incentivo à ciência e docência Quero Ser Professor, Quero Ser Cientista, destinado aos estudantes do Ensino Médio da rede pública.

Serão oferecidas 40 mil bolsas júnior, no valor de R$150, com o intuito de fomentar a participação dos estudantes nas áreas de monitoria, pesquisa científica e tecnológica, com foco em matemática, química, física e biologia.

De acordo com o ministro da educação, Aloizio Mercadante, essas atividades serão ofertadas no contraturno escolar e contarão com o apoio de professores universitários. Os estudantes poderão também visitar universidades federais para ampliar o contato com laboratórios e pesquisas. O grande objetivo do programa é despertar o interesse dos estudantes em áreas que o Brasil ainda possui gargalos.

A prioridade da concessão das bolsas será dada aos estudantes  do Ensino Médio e anos finais do Ensino Fundamental da rede pública em escolas que estejam participando do Programa Ensino Médio Inovador.  Os premiados em olimpíadas científicas e participantes de programas apoiados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Até o fim de setembro a Capes irá publicar portaria para que universidades e institutos federais de educação, ciência e tecnologia que já participam de programas de formação e valorização docente da Capes possam também participar do novo programa. Para as instituições que aderirem ao projeto, será necessário apresentar propostas de atividades para as secretarias estaduais de educação.

Veja a apresentação do ministro Aloizio Mercadante

Ouça a exposição do ministro Mercadante

As informações são da Assessoria de Comunicação Social do MEC.

Bolsistas do governo federal deverão cumprir horas em escolas públicas, propõe PL