publicado dia 23/12/2014

Educação integral é tema de debate na nova temporada do “Roda de Conversa”

por

A ampliação da jornada escolar foi tema “Roda de Conversa” que foi ao ar no último dia 13 de dezembro. O programa contou com a participação do Centro de Referências em Educação Integral, do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação e Ação Comunitária (Cenpec) e da docente Verônica Branco, da Universidade Federal do Paraná.

Entre os entrevistados, o consenso foi de que ampliar o tempo na escola não basta para garantir a aprendizagem. É preciso diversificar os espaços e os agentes, ampliando as oportunidades educativas. “Falar de educação integral é um pleonasmo. Toda educação deveria ser integral. Hoje a gente tem discutido que a ampliação do tempo é fundamental, mas por si só não é suficiente. Temos que ampliar tempos, espaços e conteúdos”, argumentou Alexandre Isaac, pesquisador do Cenpec.

A primeira parte do programa pode ser conferida aqui:

Este foi o segundo programa da nova temporada do programa “Roda de Conversa”. Na primeira edição o tema foi “As novas tecnologias devem ser encaradas como inimigas ou aliadas na sala de aula?”.  A discussão contou com a participação de pesquisadores e docentes.

O “Roda de Conversa” é uma iniciativa da Magistra – Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores e da Assessoria de Comunicação Social da Secretaria de Estado de Educação, de Minas Gerais. “Os temas que foram escolhidos para gravar as rodas de conversa foram trazidos de demandas que os professores apresentaram”, explica a vice-diretora da Magistra, Paula Cambraia. Ela ressalta que um dos objetivos é que os programas sejam utilizados nas formações de professores ou nas reuniões com as famílias, “que essas rodas se tornem um material pedagógico importante para desencadear discussões, e novas propostas sobre o ensino da educação básica”.

Conheça mais! Os programas desde 2012 podem ser encontrados no canal do Youtube da Secretaria de Estado de Educação

Mais tempo na escola: como, por que e para quê?