publicado dia 04/05/2017

Semana de Ação Mundial discutirá PNE e direitos humanos

por

Sob o mote “Não vamos inventar a roda”, de 04 a 11 de junho de 2017, o País se mobiliza em torno da Semana de Ação Mundial (SAM) para discutir a atual situação do Plano Nacional de Educação (PNE), relacionando-o aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) – princípios fixados pela ONU para orientar as políticas nacionais e as atividades de cooperação internacional nos próximos quinze anos.

Coordenado pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, o movimento fará um balanço das metas do Plano aprovado em 2014 e que, portanto, chega ao seu terceiro ano de vigência, por meio de discussões e atividades que terão como foco as políticas educacionais, a igualdade de gênero e o fortalecimento das instâncias democráticas de participação.

Leia + Violações do direito à educação no Brasil é pauta de discussão com diplomatas em Genebra

O tema da semana, “Não vamos inventar a roda”, é uma referência à necessidade de reforçar a implementação dos marcos legais já existentes para o cumprimento do direito à educação e de um chamamento nacional para que não haja retrocesso em termos de direitos humanos.

Desde 2003, a SAM acontece simultaneamente em mais de 100 países com o intuito de convidar a sociedade civil para se envolver em ações em prol do direito à educação, exercendo pressão sobre os governos para que cumpram os acordos internacionais da área.

Abaixo, Daniel Cara, coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, convida para a atividade, alertando para as relações entre contexto econômico e políticas educacionais.

Matéria produzida especialmente para a Semana de Ação Mundial (SAM)

Especialistas avaliam o cumprimento da meta de educação em tempo integral do PNE