Publicado dia 12/12/2013

Mobilização

Mobilizar é, segundo os teóricos Bernardo Toro e Nísia Werneck, o ato de convocar vontades para atuar na busca de um propósito comum, compartilhando interpretações e sentido. É a partir deste sentido compartilhado que diferentes indivíduos ou setores da sociedade se reúnem para começar ou transformar determinados processos, cenários ou ações.

Originário do Latim, mobilis, o conceito de “mobilização” diz respeito àquilo que que pode mudar de lugar. Aquilo que é capaz de movere, ou seja mudar de lugar, mover, deslocar. Para os autores Toro e Werneck, esta movimentação é fruto do compartilhamento de um desejo comum, uma vontade de mudar, de alcançar determinado objetivo.

Na Educação Integral, a mobilização é um dos elementos fundamentais para a construção de um projeto pedagógico e de gestão que envolva diversas pessoas e espaços.

Exemplo de mobilização na Educação Integral é uma escola apresentar aos moradores do entorno seu projeto pedagógico e permitir que estes colaborem em seu processo de construção. Outro exemplo ainda é a organização dos moradores para reunir os movimentos sociais da região e verificar como podem, juntos, trazer soluções para os problemas daquele local.

Saiba+ Como mobilizar a comunidade escolar para um programa de educação integral?

Referências:

 Mobilização social: um modo de construir a democracia e a participação, Bernardo Toro e Nísia Maria Duarte Werneck, Autentica Editora LTDA, 104 págs.

Dez Novas Competências para Ensinar, Philippe Perrenoud. Porto Alegre: Artmed Editora, 2000. 192 págs.

Visões de futuro: responsabilidade compartilhada e mobilização social, de Márcio Simeone Henriques, Nísia Maria Duarte Werneck. São Paulo: Editora Autêntica, 2005. 140 págs.

Oportunidade educativa:

O que é cidadania?, aula de sociologia do Telecurso 2000