publicado dia 19/12/2016

Mobilização Ocupa Criança quer valorizar práticas que respeitem o potencial infantil

De 14/12/2016 até 30/04/2017

Por que é tão difícil que as manifestações, ideias e expressões infantis sejam reconhecidas e valorizadas nas escolas públicas de Educação Infantil e nas séries iniciais do Ensino Fundamental? O que é necessário fazer para que possamos mudar essa realidade?

Foi buscando respostas às reflexões que o Instituto Avisa Lá e seus parceiros deram origem à mobilização Ocupa Criança, iniciativa que tem como missão sensibilizar, comunicar e socializar práticas que respeitam o potencial infantil nos segmentos da Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental.

Entendendo ser necessária uma aliança entre os agentes públicos, as escolas e seus educadores, e as organizações que cuidam dos direitos das crianças e adolescentes, a Ocupa Criança criou um banco virtual de práticas onde as atividades das crianças podem ser sistematizadas e compartilhadas. São válidas as seguintes experiências:

  • nas produções expressivas das linguagens artísticas;
  • no jogo simbólico com registro de falas, enredos e cenários protagonizados pelas crianças;
  • nas escritas iniciais das crianças, explicitadas em atividades com sentido e significado;
  • nas ações cotidianas de cuidado e bem-estar;
  • nas ações de gestão para viabilizar o protagonismo infantil.

Participação

Os interessados em participar devem preencher um formulário disponível na página da Ocupa Criança e enviar um resumo da ação desenvolvida que tenha valorizado as manifestações infantis.

As inscrições podem ser feitas nas seguintes categorias:

GESTORES E COORDENADORES

Gestão 1: Como favorecemos o protagonismo infantil
Esta categoria remete aos trabalhos realizados por gestores e coordenadores que diagnosticaram e planejaram espaços, materiais e atividades que potencializaram o protagonismo e as manifestações infantis em suas escolas.

Gestão 2: Formando para a mudança
Aqui o destaque são as ações formativas que conseguem alterar concepções tradicionais de criança, ensino e aprendizagem e/ou que apoiam as práticas de autocuidado. A descrição do processo pode comportar as idas e vindas em direção a uma meta de valorização das manifestações infantis.

PROFESSORES

Professor 1– Desapeguei-me dos enfeites
Esta categoria remete às propostas feitas pelos professores que modificaram sua prática, apresentando como antes “enfeitavam” os espaços com suas produções ou artigos comprados e passaram a dar visibilidade aos fazeres e saberes das crianças.

Professor 2 – Passei a ouvir, observar e conhecer mais as crianças
Aqui se destacam relatos com as falas das crianças em diferentes atividades, os desenhos, os raciocínios na resolução de problemas, as escritas, os enredos e atitudes durante o jogo simbólico, além de diálogos nas rodas de conversa.

Professor 3 – Apoio a construção da autonomia em relação aos cuidados

Também se aprende a cuidar de si e dos outros na escola. Usar o banheiro, lavar as mãos, hidratar-se, servir-se na hora do lanche e das refeições são aprendizagens importantes que proporcionamos no cotidiano escolar.

Os trabalhos enviados passarão por uma seleção e podem compor duas mostras previstas para o ano de 2017. Por isso, há duas datas de envio dos resumos. Para se inscrever na primeira mostra, o envio dos trabalhos deverá ser feito até 15 de fevereiro de 2017; para a segunda até 15 de julho de 2017.

Caso os projetos sejam selecionados, a equipe do Instituto entrará em contato com os autores para o envio de mais informações sobre o processo, de detalhes das ações desenvolvidas e dos resultados alcançados, bem como de mais fotos e produções infantis.

O quê

Mobilização Ocupa Criança

Quando

De 14/12/2016 até 30/04/2017

Inscrições

14/12/2016 - 15/02/2017

Mais informações

http://ocupacaocrianca.avisala.org/